sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Campanha de Arrecadação de Brinquedos e Alimentos para as Crianças

O Grupo Despertar, a exemplo do ano passado, irá realizar o Projeto de Atividades Recreativas para as Crianças, no dia 12/10/2009, no Centro Comunitário Pe. Costinha, com perspectiva de atender cerca de 250 crianças da Paróquia Santa Joana D’Arc, em especial atenção às que estão em estado de vulnerabilidade social.

Será uma manhã de atividades recreativas com palhaços, oficina de pintura, distribuição de brinquedos, doces e fornecimento de lanche para toda a garotada. Para tanto, o Grupo Despertar, por não possuir fundo suficiente para o êxito dessa ação, lança a Campanha de Arrecadação de Brinquedos e Alimentos para as Crianças, tornando os paroquianos e demais interessados, membros participativos nesse Projeto.

Como o próprio nome diz, a Campanha visa arrecadar brinquedos e alimentos para o lanche, a ser partilhado entre as crianças no dia 12 de outubro de 2009. Você pode contribuir conosco fazendo a sua doação e/ou mobilizando seus familiares, vizinhos, amigos e até mesmo lançando essa Campanha em seu trabalho. Todo material poderá ser entregue na Secretaria da Paróquia Santa Joana d’Arc (Setor A, Qd 48, Cs 21, Mocambinho, Teresina-PI, CEP: 64.010-970), aos cuidados do Grupo Despertar.

Para sugestões e demais contribuições envie-nos e-mail:
soudespertar@gmail.com.
Podemos não acabar com a vulnerabilidade social,
mas somos capazes de amenizar essa situação.

Você é peça importante na concretização dessa ação.
Seja participativo, assim construiremos um mundo melhor!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Valorize o sofrimento

Nenhum de nós gosta de sofrer, mas o sofrimento faz parte da vida; não há uma pessoa sequer na face da terra que não tenha de conviver com a dor e a angústia; logo, aprender a sofrer é aprender a viver. A paz não consiste em não ter contrariedades, mas em saber, com humildade e resignação, aceitá-las e enfrentá-las. A primeira atitude diante de qualquer sofrimento é a atitude mental; muitas vezes, nós aumentamos o nosso sofrimento com um pensamento negativo e pessimista. Acho que você já notou que o mesmo sofrimento para um é muito pesado, enquanto para outro pode ser fácil de ser vencido.

Da mesma forma que não há montanhas altas sem névoas, assim também não há homem superior sem caluniadores. O que importa é não dar ouvidos a essas calúnias. Não pare a sua caminhada para atirar pedras nos cães que ladram, senão você pode atrasar a sua chegada. Sabemos que somente as árvores que têm frutos é que são sacudidas ou apedrejadas em busca de alimentos. Ninguém atira pedras em árvores sem frutos. As perseguições não atingem a alma quando são injustas ou falsas.

Frequentemente, as coisas que consideramos “más” são as que tornam boas as coisas boas. Como poderíamos reconhecer o prazer sem a dor? Sem o conforto, como poderíamos estar confortáveis? Se não houvesse escuridão, como saberíamos o que é a luz? Sem ignorância, qual seria o valor do conhecimento?

Em todas as direções e em todas as situações, a vida tem significado. Em todo lugar existe a oportunidade da realização. Em vez de amaldiçoar a escuridão, acenda um fósforo, aprecie a luz que as trevas tornam possível.

As únicas desgraças completas são aquelas com as quais nada aprendemos. Cada lágrima ensina-nos uma verdade.

É preciso sempre se lembrar de que não pode haver sucesso sem luta e, às vezes, sofrimento. O sofrimento não é obra de Deus; ele existe por causa de nossa fraqueza e dos pecados dos homens. Mas Cristo o transformou em matéria-prima de nossa salvação. Paul Claudel disse que “Cristo não veio abolir o sofrimento, nem mesmo explicá-lo; mas veio trazer-lhe a plenitude da sua presença”. Por isso, quem sofre com Cristo, sofre em paz.

Deus nos fala pelas circunstâncias e pelos acontecimentos difíceis da vida. Quando analiso o meu passado, vejo que tudo o que me aconteceu foi para o meu bem. O sofrimento é inseparável do amor, como a rosa o é do espinho. Não tenha medo das adversidades nem das contrariedades.

É comum nos sentirmos desencorajados e até desesperados quando as coisas vão mal. Mas Deus age em nosso beneficio, mesmo nos momentos de dor e sofrimento.

“Tudo concorre para o bem dos que amam a Deus” (Romanos 8, 29)

( Trecho extraído do livro "Para ser feliz" - Editora Cléofas)

Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com