quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Em que ordem ler a Bíblia?

Plano de leitura do Novo Testamento

A Bíblia não é um simples livro. Ela é uma biblioteca de 73 livros. Eles são bem diferentes uns dos outros, têm os mais diversos estilos, foram escritos em épocas muito distantes e em situações muito diferentes.

É necessário um Plano de leitura. No início, há muita coisa que não se entende, o que é muito natural. Até na leitura de um romance acontece isso. Não pare por causa disso, prossiga, à medida que se vai lendo, as coisas vão se esclarescendo umas às outras. É uma regra de ouro: a Bíblia se explica por si mesma. Por isso é tão importante um plano de leitura.

Existem vários planos de leitura. Todos eles são bons, porque se baseiam num princípio. Apresento aqui um determinado plano. Ele se destina àqueles que desejam começar a ler a Bíblia e não têm outros recursos a não ser conhecer a Bíblia através dela mesma. Siga a ordem indicada aqui, ela faz parte do método.

Plano de leitura do Novo Testamento

1. 1ª Carta de São João. (2 vezes)

2. Evangelho de São João

3. Evangelho de São Marcos

4. As pequenas cartas de São Paulo:

Gálatas

Efésios

Filipenses

Colossenses

1ª e 2ª Tessalonicences

1ª e 2ª Timóteo

Tito

Filêmom

5. Evangelho de São Lucas

6. Atos dos Apóstolos

7. Carta aos Romanos

8. Evangelho de São Mateus

9. 1ª e 2ª Carta aos Coríntios

10. Hebreus

11. Carta de São Tiago

12. 1ª e 2ª Carta de São Pedro

13. 2ª e 3ª Carta de São João

14. Carta de São Judas

15. Apocalipse

16. 1ª Carta de São João (3ª vez)

17. Evangelho de São João (2ª vez)


Padre Jonas Abib
pejonas@cancaonova.com
Fundador da Comunidade Canção Nova e Presidente da Fundação João Paulo II. É autor de diversos livros, milhares de palestras em áudio e vídeo, viajando o Brasil e o mundo em encontros de evangelização. Acesse: wwww.padrejonas.com

fonte: Canção Nova

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Agulha e linha

Dom Pedro José Conti


Um conto dos padres do deserto diz que certo monge, vendo a morte chegar, pediu aos seus companheiros que lhe trouxessem a chave do céu: queria morrer agarrado a ela. Um companheiro saiu correndo e lhe trouxe a Bíblia, mas não era isso que o agonizante queria. Outro teve a idéia de trazer a chave do sacrário, também não deu certo. Foi então que alguém que conhecia melhor o doente foi buscar agulha e linha. Agarrado a esses objetos prosaicos, o irmão passou mais tranqüilo para a vida eterna. Era o alfaiate da comunidade: sua chave para o céu era a atividade diária, carinhosamente realizada para servir aos seus irmãos.

A historinha nos leva a entender que o trabalho cotidiano do monge foi a sua verdadeira chave para entrar no céu. Com certeza ele também devia ter rezado muito, meditado bastante, talvez jejuado nos dias certos, e cultivado algumas dezenas de outras virtudes. No entanto ele sabia muito bem que tudo dependia de como ele havia exercido o seu maior serviço na comunidade.

O caminho da santidade pode passar por momentos extraordinários, gestos de heroísmo, façanhas memoráveis; porém passa, em primeiro lugar, por aquilo que fazemos bem ou mal no dia a dia. Todos nós reconhecemos que, em nossa vida, é muito mais pesado o dever cotidiano do que alguns momentos de esforço, difíceis sim, mas passageiros.

É por isso que João Batista, o precursor, deu respostas diferentes para os diversos grupos de pessoas que lhe perguntavam: “O que devemos fazer?” Todos deviam partilhar o que estava sobrando de suas roupas e de sua comida. A solidariedade com os necessitados e carentes é o primeiro passo para iniciar uma nova vida. Sem desprendimento não há verdadeira conversão. Depois o profeta do deserto apontou escolhas diferentes para os cobradores de impostos, que extorquiam o povo, e para os soldados que deviam aproveitar demasiadamente da sua força e das suas armas. Significa que cada um deles, naquele tempo, como também nós, hoje, devemos encontrar o nosso próprio caminho de conversão, a partir do lugar onde estamos.

No entanto, nós adoramos apontar onde os outros deveriam mudar e o quê deveriam fazer para dar certo. Mais uma vez é muito mais fácil criticar os outros, ou declarar como nos comportaríamos se estivéssemos no lugar deles, do que começar a corrigir e a melhorar a nossa própria vida.

Os exemplos não faltam. Muitos sabem perfeitamente o que eles fariam se fossem o presidente ou o governador. No entanto poderiam começar a cuidar melhor das suas famílias e dos seus negócios. Mal conseguem administrar os seus lares; o que fariam se tivessem maior responsabilidade? Não muito diferente acontece na Igreja também. Quem nunca quis dar conselhos ao padre, ao bispo e ao papa? Com toda razão, talvez, mas nem sempre quem distribui sentenças aplica os mesmos critérios para si mesmo. Com isso não quero dizer que não podemos mais falar ou criticar. Ao contrário, a correção fraterna é evangélica e salutar entre amigos e irmãos. Quando, porém, a crítica é estéril, ou é a descarga de mágoas, invejas e frustrações, ela não serve nem para quem a recebe e nem para quem a dispara.

De acordo com nossas responsabilidades, cada um de nós tem muito a melhorar, simplesmente procurando cumprir bem o que se supõe seja o seu dever, ou, ao menos, o seu trabalho cotidiano. Assim os pais poderiam caprichar mais na educação dos seus filhos. Os educadores deveriam ensinar mais humanidade e amor à vida própria e a dos outros. Quem julga, deveria julgar com justiça. Quem administra, fazê-lo com mais honestidade e lisura. Quem comunica, buscar a verdade e não o seu próprio interesse. Quem deve evangelizar também deveria fazê-lo com alegria, entusiasmo e competência, deixando de lado outras preocupações.

Todos precisamos nos agarrar mesmo às agulhas e às linhas de nossas vidas. Fazer bem o que está ao nosso alcance, no dia a dia, sempre será a melhor chave para entrar no Reino do Céu. Se isso ainda nos interessa.



- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
por
CNBB

fonte: Comunidade Católica Shalom - Agulha e linha

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

É possível ser jovem e cristão ao mesmo tempo?

Hoje vivemos uma vida cheia de mudanças, em que é difícil acompanhar o avanço da tecnologia, as tendências da moda, até mesmo o desenvolvimento de nossas cidades. O tempo avança de tal forma que fica difícil se manter “antenado” em tudo o que acontece, somos soterrados por cobranças e informações. Com todo esse desequilíbrio entre o que somos e o que nos impulsionam a ser, conseguiremos ainda ser jovens e cristãos?

Ser um jovem cristão exige, da mesma forma, decisões imediatas e cautelosas que irão marcar a vida para sempre, como o vestibular, o primeiro emprego, enfim, o fazer ou não fazer. Tudo isso não significa excluir os prazeres da vida, muito pelo contrário, implica sim em responsabilidades, mas não nos priva de namorar, festejar com os amigos, sair à noite, buscar o que gosta de fazer, significa sim fazer isso de maneira ainda mais prazerosa e intensa na presença de Deus.

È perfeitamente possível ser cristão e ter uma banda de rock, fazer uma festa de virar a noite de vez em quando, ir ao estádio de futebol vibrar com o seu time do coração. A diferença é que tudo se torna sadio e construtivo quando se faz isso junto a Deus. Tudo isso passa a ter um motivo concreto e verdadeiro que satisfaz o homem por completo. Deus não abusa de ninguém e nunca te deixará de cama no dia seguinte a uma festa, por exemplo, ou nunca deixará que uma música sua seja composta simplesmente porque ela é “bonitinha”. Ele é o que faltava para sua vida ter sentido. Experimente convidar o Senhor a participar de todas as suas atividades e em todas as suas atitudes, você não tem nada a perder.

Ser cristão não é ser ultrapassado, é viver o presente de forma renovada e mais alegre na presença de Deus. Ser um jovem cristão hoje é provar que Ele está vivo e se faz presente na sua escola, com seus amigos, na sua família, em todas as suas atividades diárias. É importar-se com o outro.

Nunca é demais lembrar das queridas e sabias palavras do nosso saudoso Papa João Paulo II aos Jovens: “... precisamos de santos modernos, santos do século XXI”.

Como toda a decisão a ser tomada, aí está mais uma para você: ser diferente de seu próprio jeito, mas na presença e segundo a vontade de Deus. Todos sempre temos 50% de chance de acertar. A diferença é que ao lado de Deus, sendo sim ou sendo não, ele sempre dará um jeito de te fazer feliz.


Fabrício Augusto
contato@bandaaub.com.br

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Desterre seus traumas:Eles são curados a partir de uma decisão pessoal


Muitas vezes, semeamos traumas dentro de nós e que depois vêm à tona. Existem sementes que germinam de um dia para o outro, mas existem sementes que levam anos para que isso aconteça. São Paulo, em sua carta, diz que há também em nossa vida espiritual sementes de mágoas e de traumas que caíram em nosso coração e foram enterradas e, muitas vezes, o que tentamos fazer é esquecê-los [mágoas e traumas]. É preciso trazer à luz a experiência que vivemos consciente ou inconscientemente e que está guardada em nós, gerando vícios. Lembremos que todos os vícios têm como raiz um trauma.

Quando se estabelece o pecado em nós, gerando mais pecados, isso é sinal de trauma que precisa ser desenterrado. Não é fácil tocar nesses traumas; é doloroso, mas também necessário para a cura. Todo processo de arrancar é doloroso, não é rápido, automático.

Nós estamos mal-acostumados com meios fáceis e rápidos, como o celular, o avião, o controle remoto e em tudo queremos rapidez. Corremos o risco de pensar que com as realidades espirituais e afetivas acontecem da mesma forma, e, na verdade, os traumas só são curados a partir de uma decisão pessoal.

Trauma é aquilo que na hora traumatiza, e por isso é mais fácil esconder e dizer "um dia melhora"; quando na verdade além de não sarar complica. Primeiro, você tem que tomar a decisão de querer tocar na ferida, consciente de que se não desinfetá-la vai complicar ainda mais.

O grande problema dos adultos é pensar que as crianças não sentem e não explicam muitas coisas a elas, sendo que entendem tudo. Nós adultos temos rejeições; os idosos também e começam a viver do passado por se sentirem rejeitados no tempo presente. Você que é idoso não tenha vergonha da sua idade, aceite a forma que você é.

1° passo: Aceite-se do jeito que você é hoje, sem isso não há transformação, pois, se você não se aceita você não se ama. Diante de Deus, até diante do seu espelho diga "Eu me aceito do jeito que eu sou".

2° passo: Na sua cama, deite um pouco mais cedo e reze com o seu corpo. Respire fundo e comece a concentrar-se, lembre-se do seu pé, aceitando-o, ame-o e cuide dele. Aceite a sua perna, seu joelho e, assim, todo o seu corpo. É uma oração para curar também os traumas trazidos da sexualidade. Quem aceita ama e quem ama cuida.

artigo transcrito de palestra de Nov. 2005

Pe.Leo - SCJ

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Diário Espiritual

Olá galera Despertar, no nosso ultimo encontro dominical(08/11/2009) iniciamos o Diário Espiritual, baseado no livro do Mons. Jonas Abib, "A Bíblia no meu dia-a-dia".
Os seguintes passos são necessários:

1º: Encontrar as promessas de Deus
2º: Encontrar as ordens de Deus
3º: Encontrar os princípios eternos
4º: Qual a mensagem de Deus para mim no dia de hoje?
5º: Como posso colocar isso em prática na minha vida?


Iniciamos com a 1ª Carta de São João.
Não esqueça de começar com um capítulo por dia. Após terminá-la você vai retomá-la novamente parte por parte, e vai fazer o Diário. Acredite: não será simples repetição. Haverá novidades. Especialmente na mensagem de Deus e em como pôr em prática o que você leu.

Para os adiantados no Diário Espiritual a próxima leitura será o Evangelho de São João.

Não basta ler! A receita é ler e escrever.
Paz e bem!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

1º Festival de Música - Canta para Cristo

A COPAJU - Comissão Paroquial da Juventude, composta por todos os Grupos de Jovens da Paróquia Santa Joana, realizará o 1º Festival de Música Católia - Canta para Cristo, no dia 28 de novembro de 2009, na praça da Igreja Santa Joana d'Arc, a partir das 16h30min.

O Festival, que tem o objetivo de promover a evangelização através da promoção musical, bem como a revelação de novos nomes e talentos no cenário musical católico, está incluído no calendário do Ano Jubilar da Paróquia Santa Joana d'Arc, onde está sendo realizada diversas atividades durante todo o período de 01/06/2009 a 30/05/2010, em comemoração aos seus 10 anos de fundação da Paróquia (30/05/1999).

As bandas que desejarem se inscrever, deverão ter composição própria, ler o regulamento que rege o Festival, preencher a Ficha de Inscrição e pagar uma taxa de R$ 15,00. Toda a documentação está disponível na Secretaria da Paróquia Santa Joana d'Arc - Quadra-48, Casa-21, Setor A, Mocambinho, Teresina-PI.

Haverá um júri que irá pontuar as músicas (letra e harmonia) das bandas, sendo que os três primeiros colocados irão concorrer às seguintes premiações:
1º Lugar: violão, R$ 200,00 e Troféu
2º Lugar: R$ 200,00 e Troféu
3°Lugar: Troféu

Para maiores informação:
Amanda (86)-8801-5806
Secretaria da Paróquia: (86)3224-1026

domingo, 25 de outubro de 2009

Quarto Cultural encerra a Semana da Juventude

O Quarto Cultural, realizado no dia 25 de outubro de 2009, marcou o encerramento da Semana da Juventude 2009, promovido pela COPAJU - Comissão Paroquial da Juventude, formada por todos os Grupos de Jovens da Paróquia Santa Joana D'Arc.

Durante a Semana, tivemos várias atividades envolvendo os paroquianos:
DOM – 18/10 – Acampeonato e missa de abertura
SEG – 19/10 – Final do Acampeonato e premiação
TER – 20/10 – Novena com a Juventude
QUA – 21/10 – Louvor da Juventude – Promovido pela RCC e a COPAJU
QUI – 22/10 – Missa da Família com bênção sob a juventude e seus pais
SEX – 23/10 – Pregação e Adoração com a juventude - Igreja Matriz
SÁB – 24/10 – Tarde Missionária, todos saindo em missão – área da paróquia.
DOM – 25/10 – Palestra sobre o Estado Laico e a Igreja Católica
19h15min – Missa de encerramento - Igreja Matriz
20h30min – “Quarto Cultural” - Promovido pelo Grupo Despertar e a COPAJU

O Projeto Quarto Cultural mais uma vez surpreendeu a comunidade e todos aqueles que estiveram presentes, contagiando toda a juventude ao som de Batuque Elétrico.

Nascida em 2001, a banda piauiense Batuque Elétrico tem a proposta de resgate e inovação de sonoridades, baseado principalmente na força do funk e do samba-rock, fusionados com a bossa, o maracatu, o soul, o baião e o reggae. Entoadas pela ginga das batucadas percussivas e letras-poesias marcantes, as músicas do Batuque dançam e convidam a dançar.
Ouçam suas músicas no Palco MP3
Visitem-os no Myspace


"Encerramos com chave de ouro essa Semana, afirmou o Coordenador do Projeto, Naldo Nalber".

E com esse sentimento de realização, queremos deixar nosso muito obrigado a todos aqueles que contribuiram para a grande noite, em especial à Banda Batuque Elétrico; ao Wagner, que cedeu o som e toda a juventude que vestiu a camisa para realizarmos mais uma missão.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Governador condena ação e manterá capela em orgãos

POLÊMICA: Wellington Dias disse que o Estado é laico, mas não pode virar instrumentos de disputas relegiosas.

O governador Wellington Dias (PT) afirmou ao Cidadeverde.com que não vai proibir os secretários de manterem as capelas nos órgãos públicos. Ele condenou a atuação do Ministério Público Estadual que quer proibir a presença de imagens santas nas repartições estaduais.

“Eu concordo com Dom Sérgio (da Rocha, Arcebispo de Teresina). O Estado é laico, mas eu não posso transformar essa interpretação numa situação em que o Estado seja o acirrador de disputas religiosa”, afirmou o governador.

O Ministério Público Estadual determinou a retirada de imagens de santos e o fechamento das capelas de todos os órgãos públicos do Piauí.

Segundo Wellington Dias, se o Estado é laico ele não pode ser um instrumento de criar conflitos.
“Ninguém pode esquecer que o Estado é laico, mas os indivíduos não. O Estado do Piauí é laico, mas o individuo Wellington Dias crê em Deus”, afirmou.

O governador disse que o Estado não pode construir uma igreja, mas uma igreja que é tombada é tratada como patrimônio histórico. “As pessoas tem liberdade em qualquer lugar. Em qualquer lugar as pessoas podem professar a sua fé, enquanto eu for governador vou respeitar isso”.

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

fonte: http://www.cidadeverde.com/manchetes_txt.php?id=46672

domingo, 18 de outubro de 2009

Cobertura do Acampeonato 2009 - Atualizado

o Acampenonato marca abertura da Semana da Juventude da Paróquia Santa Joana Darc com o grande diferencial , que é a união de todos os grupos da Paróquia em comemoração aos 10 anos de Paróquia!

Vídeo de lançamento do IV Acampeonato promovido pelo Ministério Jovem_RCC- TERESINA-Pi.


Acompanhe a cobertura de fotos pelo orkut:

Fotos Acampeonato 2009

O primeiro jogo que esta acontecendo é RCC1(Danilo) X RCC2(Antoni).Vitória do time do Danilo por 9 a 6.
O segundo Jogo será o time do Despertar X EJC.Vitória do DESPERTAR por 6 a 3.O terceiro é Acolitos (Sta Joana darc) X Nossa Senhora das Graças.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Dia das Crianças 2009

O Grupo Despertar realizou no dia 12 de outubro de 2009, a 2ª Edição do Projeto de Atividades Recreativas para as Crianças, nas dependêcias da Igreja Santa Joana D'arc (Mocambinho - Teresina-PI), atendendo aproximadamente 350 crianças carentes, oportunizando a elas um Dia das Crianças com diversas atividades lúdicas.

O evento durou toda a manhã, iniciando com a missa animada e celebrada por Pe Jairo, sendo auxiliado pelo coral das Crianças. Posteriormente todos deslocaram-se para as demais atividades, onde o espaço ficou dividido em: sala de Leitura, com livros diversos e fantoche; sala de Vídeo; sala de Desenho; e no Auditório, minigincana. Houve ainda distribuição de lanche, pipoca, sorvete, dindin e também brinquedos.

Contamos com o apoio e mobilização do EJC, ORE, ECC, Ministério Jovem da RCC, Acólitos e Pastoral da Criança que, desde o início de setembro, estávamos definindo estratégias e mobilizando a Comunidade numa Campanha de Arrecadação de Brinquedos e Alimentos para esse Dia das Crianças 2009.

Considerando o imenso sorriso estampado na face de cada criança, a harmonia entre todos os grupos envolvidos, definimos que o Projeto supriu nossas expectativas, deixando-nos a graça de estarmos indo pelo caminho certo: "Buscando as Coisas do Alto".

Os nossos sinceros sentimentos de gratidão, a todos os que acreditam que são capazes de fazer (e criar) um mundo muito melhor, mesmo com um simples gesto e/ou palavra de conforto àqueles mais necessitados. Obrigado pelas doações e colaboração de diversas Empresas, Mercearias, Lojas, Escolas, Distribuidoras de Gêneros Alimentícios e Pessoas Física que com tão pouco, fomos capazes de criar algo tão grande.

Deus nos abençoe!

Veja mais fotos no álbum do orkut!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Campanha de Arrecadação de Brinquedos e Alimentos para as Crianças

O Grupo Despertar, a exemplo do ano passado, irá realizar o Projeto de Atividades Recreativas para as Crianças, no dia 12/10/2009, no Centro Comunitário Pe. Costinha, com perspectiva de atender cerca de 250 crianças da Paróquia Santa Joana D’Arc, em especial atenção às que estão em estado de vulnerabilidade social.

Será uma manhã de atividades recreativas com palhaços, oficina de pintura, distribuição de brinquedos, doces e fornecimento de lanche para toda a garotada. Para tanto, o Grupo Despertar, por não possuir fundo suficiente para o êxito dessa ação, lança a Campanha de Arrecadação de Brinquedos e Alimentos para as Crianças, tornando os paroquianos e demais interessados, membros participativos nesse Projeto.

Como o próprio nome diz, a Campanha visa arrecadar brinquedos e alimentos para o lanche, a ser partilhado entre as crianças no dia 12 de outubro de 2009. Você pode contribuir conosco fazendo a sua doação e/ou mobilizando seus familiares, vizinhos, amigos e até mesmo lançando essa Campanha em seu trabalho. Todo material poderá ser entregue na Secretaria da Paróquia Santa Joana d’Arc (Setor A, Qd 48, Cs 21, Mocambinho, Teresina-PI, CEP: 64.010-970), aos cuidados do Grupo Despertar.

Para sugestões e demais contribuições envie-nos e-mail:
soudespertar@gmail.com.
Podemos não acabar com a vulnerabilidade social,
mas somos capazes de amenizar essa situação.

Você é peça importante na concretização dessa ação.
Seja participativo, assim construiremos um mundo melhor!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Valorize o sofrimento

Nenhum de nós gosta de sofrer, mas o sofrimento faz parte da vida; não há uma pessoa sequer na face da terra que não tenha de conviver com a dor e a angústia; logo, aprender a sofrer é aprender a viver. A paz não consiste em não ter contrariedades, mas em saber, com humildade e resignação, aceitá-las e enfrentá-las. A primeira atitude diante de qualquer sofrimento é a atitude mental; muitas vezes, nós aumentamos o nosso sofrimento com um pensamento negativo e pessimista. Acho que você já notou que o mesmo sofrimento para um é muito pesado, enquanto para outro pode ser fácil de ser vencido.

Da mesma forma que não há montanhas altas sem névoas, assim também não há homem superior sem caluniadores. O que importa é não dar ouvidos a essas calúnias. Não pare a sua caminhada para atirar pedras nos cães que ladram, senão você pode atrasar a sua chegada. Sabemos que somente as árvores que têm frutos é que são sacudidas ou apedrejadas em busca de alimentos. Ninguém atira pedras em árvores sem frutos. As perseguições não atingem a alma quando são injustas ou falsas.

Frequentemente, as coisas que consideramos “más” são as que tornam boas as coisas boas. Como poderíamos reconhecer o prazer sem a dor? Sem o conforto, como poderíamos estar confortáveis? Se não houvesse escuridão, como saberíamos o que é a luz? Sem ignorância, qual seria o valor do conhecimento?

Em todas as direções e em todas as situações, a vida tem significado. Em todo lugar existe a oportunidade da realização. Em vez de amaldiçoar a escuridão, acenda um fósforo, aprecie a luz que as trevas tornam possível.

As únicas desgraças completas são aquelas com as quais nada aprendemos. Cada lágrima ensina-nos uma verdade.

É preciso sempre se lembrar de que não pode haver sucesso sem luta e, às vezes, sofrimento. O sofrimento não é obra de Deus; ele existe por causa de nossa fraqueza e dos pecados dos homens. Mas Cristo o transformou em matéria-prima de nossa salvação. Paul Claudel disse que “Cristo não veio abolir o sofrimento, nem mesmo explicá-lo; mas veio trazer-lhe a plenitude da sua presença”. Por isso, quem sofre com Cristo, sofre em paz.

Deus nos fala pelas circunstâncias e pelos acontecimentos difíceis da vida. Quando analiso o meu passado, vejo que tudo o que me aconteceu foi para o meu bem. O sofrimento é inseparável do amor, como a rosa o é do espinho. Não tenha medo das adversidades nem das contrariedades.

É comum nos sentirmos desencorajados e até desesperados quando as coisas vão mal. Mas Deus age em nosso beneficio, mesmo nos momentos de dor e sofrimento.

“Tudo concorre para o bem dos que amam a Deus” (Romanos 8, 29)

( Trecho extraído do livro "Para ser feliz" - Editora Cléofas)

Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Lançamento Quarto Cultural

Olá navegantes, cumprimento vocês com tamanha alegria e satisfação... Aliás, irradiantes de energia positiva estamos nós, Grupo Despertar, pelo sucesso do evento de ontem a noite: lançamento do Projeto Quarto Cultural.


O evento começou às 20h30min, no horário combinado, com estrutura de palco, som e iluminação que estava fora do comum e que não deixou a desejar. A Banda Ayore abriu o evento, com músicas de seu próprio repertório, inspiradas em NX Zero e Fresno, agitando a galera jovem. Logo após, subiu ao palco o Grupo de Dança Despertar (assim nomeamos, pois foi formada para o lançamento do Projeto), com coreografia estilo Hip Hop e passes minuciosos, que deixou o público boquiaberto, onde, num segundo momento, houve duelo de passes com os integrantes. E, para finalizar, Naldo e Maurilio (membros do Despertar) tinham que dá uma "palhinha" de seu repertório cantando MPB e Pop, para finalizar com chave de ouro, às 22h30min.


"O evento foi marcante. Esse é o primeiro, mas já quero saber como será o próximo.", pontuou Pe. Gilberto, pároco de Santa Joana d'Arc.

Apesar de o Grupo não dispor de recursos financeiros e nem materiais, conseguimos realizar com sucesso o lançamento do Projeto Quarto Cultural. Agradecemos a colaboração e apoio da empresa Executiva Eventos, que nos cedeu a estrutura de palco e ornamentação; e ao Vaz Som, que cedeu a estrutura de iluminação e som, bem como, aos demais colaboradores: Josi, Geraldo, entre outros.

Para finalizar o post, faço minhas as palavras do França (membro da Comunidade Santa Joana d'Arc, e que esteve prestijiando o evento): "O Grupo Despertar está de parabéns por mais esta iniciativa, pretigiando-nos com tamanha estrutura. Vocês são mesmo guerreiros!".

Já fica aberto o convite para o próximo Quarto Cultural: dia 27 de setembro de 2009, às 20h20min, logo após a missa, na praça da Igreja Santa Joana d'Arc.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Jardim em meio ao deserto

"A gente não faz amigos, reconhece-os"

Quando partimos da perspectiva do relacionamento entre as pessoas, muitas vezes, esbarramos nas limitações e diferenças que nos marcam. Em contrapartida, mesmo com essas dificuldades, continuamos buscando um outro “eu” que nos ensine a viver bem a vida, e como a música, suavizar a nossa existência.

A música, a poesia, a arte têm a capacidade de nos levar a um lugar que, muitas vezes, sozinhos, não conseguimos chegar: à reflexão, muito bonita, de quem somos e a qualidade daquilo que fazemos. E amizade transcende tudo isso, pois nos leva ao jardim secreto, para além dessa reflexão. O amigo nos toma pela mão, supera as diferenças, acolhe os nossos limites e ensina-nos a enxergar aquilo que temos de mais bonito: o nosso Jardim Secreto.

Para ser bem sincero, as marcas que a própria vida faz em nós, muitas vezes, levam-nos a enxergar o nosso coração como um grande deserto, lugar sem vida. Esse deserto a que me refiro, não é no sentido bíblico (lugar do encontro com Deus), mas sim, um lugar de morte, de solidão, onde parece que não vale a pena continuar. Mas o dom da amizade, um dos maiores que Deus nos deu, leva-nos a encontrar no nosso coração o nosso Jardim Secreto.

Um grande amigo traz consigo os “óculos de Deus”, enxergando-nos à maneira do próprio Senhor. Claro, ele nos vê na nossa realidade profana, em nossos limites; mas, ao mesmo tempo, enxerga-nos (acolhe-nos) na nossa dimensão sagrada. Vê em nós o belo, que nem nós mesmos enxergamos, acredita quando não acreditamos, não somente se compadece de nossas dores, como também nos ajuda e nos ama quando não sabemos agir nem reagir.

Como diz Vinícius de Moraes: “A gente não faz amigos, reconhece-os”. E esse reconhecimento acontece à medida que, na nossa vida, vemos nascer o fruto da esperança, da felicidade, o qual, é claro, não está livre das podas e do sofrimento. Mas até nisso nós percebemos o sinal da vida, pois para que a árvore cresça saudável, as podas são necessárias. Sem sofrimento não existe maturidade! À medida que você vê, sente e percebe que está nascendo ou que está encontrando esse Jardim Fechado, que é o seu coração naquilo que ele tem de mais bonito, tenha certeza de que Deus se encontrou com você, utilizando-se de um dos seus mais queridos instrumentos: UM AMIGO!

Reconheça esse Jardim Secreto em você, reconheça esse instrumento de Deus e com tudo isso aceite o amor que o próprio Cristo tem por você. Amor que não fica somente na cruz, mas que passa pelo coração de um grande amigo!

Luis Filipe Rigaud - Canção Nova Portugal
cn.luisfilipe@gmail.com

fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=11571

Postagem sugerida por: Stephanie

quarta-feira, 19 de agosto de 2009


A Renovação Carismática do Zonal Norte V lança seu 1° Festival de Sorvete que realizar-se-á no dia 13 de Setembro no Clube do Marquês.A taça está sendo vendida a R$ 3,50.O evento conta com música ao vivo,além de piscina liberada. Participe você também.

Milagre de Lanciano - O Milagre Eucarístico

A Eucaristia foi instituída pelo próprio Cristo durante a Última Ceia: “Jesus tomou o pão, deu graças e entregou aos seus discípulos dizendo: ‘tomai e comei, eis o meu corpo. Ao final, tomou o cálice, deu graças e entregou aos discípulos dizendo: ‘tomai e bebei, eis o meu sangue”, e acrescentou: “Façam isso em minha memória”. A missa, também conhecida por Liturgia Eucarística, é toda uma encenação da Última Ceia, onde o Padre in persona Cristo e relembra, perante toda a igreja, o sacrifício de Cristo, ou seja, a missa é focada na Eucaristia.

Para muitos leigos cristãos ainda pairam dúvidas sobre a verdadeira transformação do pão e do vinho em Corpo e Sangue de Cristo. Nesse sentido, trago no post de hoje o Milagre Eucarístico.

Ocorreu na cidade italiana de Lanciano, data do século VIII, na igreja do mosteiro de São Legoziano, onde viviam os monges da Ordem Basiliana, dentre eles havia um que já vacilava na fé, e era perseguido pela dúvida de que a hóstia e o vinho fossem verdadeiro corpo e sangue de Cristo. Certa manhã, celebrando a Missa, mais do que nunca atormentado por sua dúvida, após proferir as palavras de Consagração Eucarística (“Eis o corpo e sangue de Cristo”), ele viu a hóstia e o vinho converter-se verdadeiramente em carne e sangue.

O monge sentiu-se confuso e dominado pelo temor diante de tão espantoso milagre, permanecendo longo tempo transportado e em êxtase. Até que voltou-se para as pessoas presente e disse: “Ó testemunhas diante de quem, para confundir a minha incredulidade, o Santos Deus quis desvendar-se neste Santíssimo Sacramento e tornar-se visível a vossos olhos. Eis aqui a Carne e o Sangue do nosso Cristo muito amado!”.

Em 18 de novembro de 1970, com a autorização de Roma a confiar a análise científica daquelas relíquias datadas de doze séculos. As pesquisas foram feitas com estrito rigor em laboratório, pelos professores Linoli e Bertelli. Somente em 4 de março de 1971, quando concluída as pesquisas, estes cientistas redigiram o documento sobre o resultado das pesquisas, mas, admirados do fato, antes enviaram um telegrama aos Frades nos seguintes termos: “Et verbum caro factum est” (E o verbo se fez carne).

Eis o que foi documentado:
“A carne é verdadeiramente carne. O sangue é verdadeiro sangue. Um e outro são carne e sangue humanos pertencentes ao grupo sanguíneo AB. A carne e o sangue são de uma pessoa viva. O diagrama deste sangue corresponde a de um sangue humano que tenha sido retirado de um corpo humano naquele dia mesmo. A Carne é constituída de tecido muscular do CORAÇAO (miocárdio). A conservação destas relíquias, deixadas em estado natural durante séculos expostas à ação de agentes físicos, atmosféricos e biológicos, permanece um fenômeno extraordinário”.

Eis o fato que nos é manifestado na presença real das palavras onipotente do Cristo, narrado por João: “na última ceia Ele tomou o pão, deu graças e deu a seus discípulos dizendo: ‘Este é o meu corpo...’”.

O pão e o vinho tornam-se Corpo e Sangue de Cristo no momento da Consagração na Missa. Essa conversão é chamada pela Igreja de transubstanciação. Depois da consagração já não fica pão nem vinho, mas somente as respectivas espécies (corpo e sangue).

Quando Jesus se entrega a nós na Eucaristia, é verdadeiramente seu próprio coração que nos é oferecido na comunhão, é ao seu amor que comungamos.

As relíquias deste milagre encontram-se conservadas numa custódia de prata e num cálice de cristal.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

A Oração

É notável nos jovens que estão começando a caminhada na igreja a indagação: “Como devo rezar?”, para tanto, afirmo que a oração não exige métodos, nem receita, e quanto mais simples melhor.

Jesus, durante toda a sua vida, sempre fazia suas orações, retirava-se para lugares silenciosos, isolados, para poder melhor comunicar-se com seu Pai. Com o tempo, seus discípulos perceberam que orar era algo muito importante e pediram a Jesus que lhes ensinasse a rezar, foi então que ele os ensinou o pai-nosso.

Para rezar, não é preciso dizer palavras difíceis e complicadas ou que esta exija muito tempo e torne-se cansativa. Ao contrário, a oração deve ser prazerosa e pode ser até mesmo de 5 minutos, desde que expresse aquilo que realmente está em seu coração, criando um verdadeiro canal de diálogo com um Grande Amigo. Use palavras espontâneas, conte a Ele como foi o dia, agradeça, louve e também expresse suas dificuldades, entronizando seu pedido, Deus sabe de tuas intenções.

Como você já deve ter percebido toda a liturgia eucarística é uma oração, pois nela ocorre um diálogo com Deus que também se comunica conosco. Por isso, a missa é a nossa maior oração, mas não basta está apenas presente, é preciso participar!

A oração é o alimento da alma, quem reza de coração consegue alcançar momentos de paz interior, alívio das dores do pecado, amor e estima por si, piedade, sabedoria para discernir momentos da vida e conseguir ver e ouvir o que Deus tem para nos oferecer.

Queridos amigos, para finalizar, peço a vocês que criem o hábito de rezarem todos os dias. A única exigência para uma boa oração é a dedicação (e isso parte de você!). Quando acordar pela manhã, agradeça por mais um dia de sol e peça para que as próximas 24 horas sejam simplesmente completadas com alegrias e paz. À noite, antes de dormir, agradeça por tuas vitórias e conquistas durante o dia; reflita o quanto você fez bem para as pessoas, às vezes com um simples sorriso a quem não o conhecia ou um abraço e aperto de mão.

O mundo precisa saber que existe um Deus de paz, de amor, de vida, e que precisam conhecê-lo intimamente através da oração, Ele é o pão de cada dia e quem prova desse pão sabe o prazer de viver um dia após o outro. Como o mundo poderia torna-se tão diferente longe de guerras, da inveja e de brigas se cada um parasse por apenas 5 minutos e silenciasse para a oração, Deus nos fala através do silêncio.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Parabéns ao Kauã!!

Ontem (16/08/2009) foi aniversário de um ano de Kauã. A família decidiu comemorar a festinha com crinças carentes. E que festa heim!!

O bebê não é Despertar, mas o Grupo esteve em peso na sua festa, fomos convidados para auxiliar nas atividades com as crianças da Vila Mocambinho II. De mangas arregaçadas e com dedicação de todos, cumprimos nossa missão!

O gesto da família de Kauã é sempre louvável na sociedade em que vivemos, na qual somos capazes de realizar transformações. Não tenho nem palavras para expressar o sentimento (e olhos) das crianças e de seus pais quando viram toda aquela ornamentação. Garanto que é muito envolvente e, de fato, um sentimento de inclusão social.


Parabéns ao Kauã, que também riu a valer ao ver tantas crianças cantando Parabéns a você.

Muitas felicidades, saúde, paz e sucesso ao pequenino e à sua família!


Ao Grupo Despertar - digo: Família Despertar, agora bem maior, também está de parabéns pelo envolvimento e empenho de todos na ação. "Pode-se perceber um entrosamento dos membros que entraram agora, com os demais do grupo. Até mesmo iniciativas própria eles tiveram em muitas atividades, isso é muito gratificante para um grupo", afirmou o Coordenador, Tom.

O que garantimos é que este foi apenas um aquecimento para os demais projetos que virão!

Divulgue o Projeto Quarto Cultural

Contribua conosco, divulgue você também para seus amigos.
Copie e cole o link ( http://lh5.ggpht.com/__ti0UDdkCk0/SolXmK6P8RI/AAAAAAAAAHw/otBq0CkQW48/s720/DivulgQC2.jpg ) na página de recado do orkut de seu amigos.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Projeto Quarto Cultural

Será lançado no dia 23 de agosto de 2009, às 20h20min, logo após a missa, na Praça da Igreja Santa Joana d'Arc, Teresina-PI, o Projeto Quarto Cultural, iniciando com a apresentação do grupo de dança de rua, se estendendo com a participação de uma banda musical que tocará MPB e música popular, e encerraremos pagode de mesa e samba no pé.

O Projeto tem o objetivo de promover no 4º domingo de cada mês, atividades artísticas, bem como, exposições fotográficas e artes, voltadas para o enriquecimento cultural local, favorencendo a fixação de um Ponto de Cultura na região do Bairro Mocambinho.

Há muito tempo sendo debatido nas pautas do Grupo, o Projeto vai ser concretizado, atravessando inúmeras dificuldades técnicas e de logstica, graças ao empenho de todos os membros do Grupo Despertar.

A logomarca traz a escritura "Quarto Cultural" auxiliando o desenho do violão, retratando a música; no canto superior esquerdo há duas máscaras - alegria e tristeza, simbolizando o teatro; e ao fundo, tem a dançarina com uma fita, reportando à dança.

O Projeto será aberto ao público, terá duração de 2h e tema definido para cada evento, buscando compreender toda manifestação referente à cultura local, tais como, exposições fotográficas, artísticas em cerâmica e/ou madeira, pinturas; apresentação de bandas musicais, de grupos de teatro, de dança, de capoeira; entre outros.

Esperamos contar com a sua presença!
Até lá então!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Por onde começar um estudo bíblico?

Quando alguém se propõe a fazer uma viagem, o ideal é que ele se programe para esta empreitada: defina qual meio de condução vai utilizar (avião, carro, ônibus…), onde vai se hospedar, em que lugar fará as refeições, entre outros. Se for de carro, por exemplo, é essencial que o viajante veja por qual caminho seguirá para chegar ao destino final. Se ele quiser chegar mais rápido deverá optar por determinada estrada; se quiser pagar menos pedágios deverá seguir por outro caminho; se quiser se hospedar em bons hotéis poderá escolher outra rota.

Com certeza, cada um dos caminhos tem sua beleza própria e também sua dificuldade. É preciso que a pessoa que vá viajar escolha o roteiro que é mais adequado para a sua realidade. Qual caminho se encaixa melhor no objetivo da viagem e do mesmo modo, qual não trará maiores dificuldades.

Quando nos propomos ao estudo bíblico algo parecido acontece. Estudar e se aprofundar nos textos bíblicos é também viajar por lugares muitas vezes desconhecidos. Por isso, é preciso que haja um planejamento, assim como nessa viagem de automóvel. Faz-se necessário escolher um roteiro de estudo – um método que melhor se encaixe na realidade daquele que se dispõe a ler e a entender os textos da Sagrada Escritura. Por isso, cada pessoa deve procurar um roteiro de estudos bíblicos que lhe seja mais útil e oportuno.

São vários os roteiros de estudos bíblicos que temos hoje no mercado. Sem desmerecer os demais, quero indicar aqui quatro deles, pois são os que conheço de forma mais aprofundada e sei dos resultados que proporcionam. Repito, esses são apenas alguns dos tantos e bons roteiros que temos à disposição. O que precisa ficar claro é a necessidade de seguir um percurso que nos dê segurança e nos impulsione a não desistir no meio da viagem.

Curso Bíblico da Escola Mater Ecclesiae – O primeiro roteiro vem da escola fundada por Dom Estevão Tavares Bettencourt OSB, cujo objetivo é a formação. É um tipo de curso de teologia para leigos por correspondência.

“Lectio Divina” – O segundo é um dos métodos mais antigos da Igreja. Leitura da Bíblia a partir de quatro passos: Ler, Meditar, Orar e Contemplar. O objetivo da Lectio Divina é – através de um método orante – proporcionar um contato direto com as Sagradas Escrituras.

O terceiro método é a coleção “Luz para os meus passos” – baseada na “Lectio Divina”. Trata-se de uma proposta que segue uma apostila com uma lição que deve ser feita a cada dia. De certo modo ela mescla essa leitura orante com alguns conhecimentos mais técnicos, como o que temos no método da Escola Mater Ecclesiae.

“A Bíblia no meu dia-a-dia” – O quarto roteiro indicado por mim faz parte da proposta do monsenhor Jonas Abib. O estudo possui alguns passos e também possui uma ligação direta com a “Lectio Divina”: num diário espiritual a pessoa deve, ao fazer o estudo de um trecho bíblico, anotar as promessas de Deus, as ordens d'Ele, os princípios eternos, a mensagem de Deus e como aplicar o entendimento do texto no cotidiano.

Além desses métodos, sei que algumas pessoas fazem estudos dos Livros Sagrados orientados por roteiros disponíveis em páginas da internet. É preciso muito cuidado! Já vi muita coisa errada e perigosa em várias dessas propostas. Se ainda assim, você faz ou deseja fazer um estudo orientado pela rede mundial de computadores, então tome as devidas precauções: veja quem é a pessoa que ministra o curso, se está vinculado à Igreja Católica, qual a procedência do site, converse com outras pessoas que também seguem esse curso e peça orientação ao seu diretor espiritual, pároco ou coordenador da sua comunidade.

Existe também o fato de muitas pessoas não conseguiram se adaptar a nenhum dos roteiros que conheceram e por isso resolveram ler a Bíblia começando no seu primeiro livro, o Gênesis, seguindo até o Apocalipse – lendo um ou alguns capítulos diariamente. Particularmente, acho esse caminho o mais difícil, mas não posso negar que também funciona ao ver algumas pessoas optarem e se adequarem a essa proposta.

O importante é que você faça uso de um bom roteiro que o impeça de se perder nessa viagem e o mantenha motivado para seguir adiante. Escolha um percurso de estudos que vá de acordo com as suas necessidades e capacidades, tomando o devido cuidado em averiguar a procedência do roteiro que assume para si. E que, seguindo essas orientações, possa, durante a maravilhosa viagem pelos textos bíblicos, ter a certeza de que a Palavra de Deus é lâmpada para nossos pés e luz para o nosso caminho (cf. Salmo 119,105).

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Ele está chegando!!!!


Dalvimar Gallo em Teresina. (ex-vocalista da Banda Anjos de Resgate)

Responsável por grande parte do repertório da banda Anjos de Resgate e de outros ícones como Adriana (Qual é a Chave?) e Nelsinho Correia (Sacramento da Comunhão), Dalvimar Gallo é, sem dúvida, hoje, uma referência na música católica. Compositor de Hits famosos como “Manda teus Anjos” e “Estou aqui” Dalvimar fez parcerias de sucesso com vários cantores incluindo Padre Zezinho e agora vem nos presentear com seu show solo.

Responsável: Ministério Jovem-RCC/Paróquia Santa Joana d’Arc
Onde: Cine-Teatro da Assembléia Legislativa do Piauí
Quando: 05 de setembro de 2009, a partir das 8h.
Importante: R$ 15,00 – Entradas Limitadas.
Informações: 8805-6434 (Júnior) /9423-5526 (Diego)

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

"FIZEMOS ALGO ERRADO"

Muito bom o texto! Façamos uma análise e sejamos capazes de acusar nossos próprios atos.

Palavras do Presidente Oscar Arias da Costa Rica

na Cúpula das Américas em Trinidad e Tobago

18 de abril de 2009


Tenho a impressão de que cada vez que os países caribenhos e latinoamericanos se reúnem com o presidente dos Estados Unidos da América, é para pedir-lhe coisas ou para reclamar coisas. Quase sempre, é para culpar os Estados Unidos de nossos males passados, presentes e futuros. Não creio que isso seja de todo justo.

Não podemos esquecer que a América Latina teve universidades antes de que os Estados Unidos criassem Harvard e William & Mary, que são as primeiras universidades desse país. Não podemos esquecer que nesse continente, como no mundo inteiro, pelo menos até 1750 todos os americanos eram mais ou menos iguais: todos eram obres.

Ao aparecer a Revolução Industrial na Inglaterra, outros países sobem nesse vagão: Alemanha, França, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e aqui a Revolução Industrial passou pela América Latina como um cometa, e não nos demos conta. Certamente perdemos a oportunidade.

Há também uma diferença muito grande. Lendo a história da América Latina, comparada com a história dos Estados Unidos, compreende-se que a América Latina não teve um John Winthrop espanhol, nem português, que viesse com a Bíblia em sua mão disposto a construir uma Cidade sobre uma Colina, uma cidade que brilhasse, como foi a pretensão dos peregrinos que chegaram aos Estados Unidos.

Faz 50 anos, o México era mais rico que Portugal. Em 1950, um país como o Brasil tinha uma renda per capita mais elevada que o da Coréia do Sul. Faz 60 anos, Honduras tinha mais riqueza per capita que Cingapura, e hoje Cingapura em questão de 35 a 40 anos é um país com $40.000 de renda anual por habitante. Bem, algo nós fizemos mal, os latinoamericanos.

Que fizemos errado? Nem posso enumerar todas as coisas que fizemos mal. Para começar, temos uma escolaridade de 7 anos. Essa é a escolaridade média da América Latina e não é o caso da maioria dos países asiáticos. Certamente não é o caso de países como Estados Unidos e Canadá, com a melhor educação do mundo, similar a dos europeus. De cada 10 estudantes que ingressam no nível secundário na América Latina, em alguns países, só um termina esse nível secundário. Há países que têm uma mortalidade infantil de 50 crianças por cada mil, quando a média nos países asiáticos mais avançados é de 8, 9 ou 10.

Nós temos países onde a carga tributária é de 12% do produto interno bruto e não é responsabilidade de ninguém, exceto nossa, que não cobremos dinheiro das pessoas mais ricas dos nossos países. Ninguém tem a culpa disso, a não ser nós mesmos.

Em 1950, cada cidadão norteamericano era quatro vezes mais rico que um cidadão latinoamericano. Hoje em dia, um cidadão norteamericano é 10 15 ou 20 vezes mais rico que um latinoamericano. Isso não é culpa dos Estados Unidos, é culpa nossa.

No meu pronunciamento desta manhã, me referi a um fato que para mim é grotesco e que somente demonstra que o sistema de valores do século XX, que parece ser o que estamos pondo em prática também no século XXI, é um sistema de valores equivocado. Porque não pode ser que o mundo rico dedique 100.000 milhões de dólares para aliviar a pobreza dos 80% da população do mundo "num planeta que tem 2.500 milhões de seres humanos com uma renda de $2 por dia" e que gaste 13 vezes mais ($1.300.000.000.000) em armas e soldados.

Como disse esta manhã, não pode ser que a América Latina gaste $50.000 milhões em armas e soldados. Eu me pergunto: quem é o nosso inimigo? Nosso inimigo, presidente Correa, desta desigualdade que o Sr. aponta com muita razão, é a falta de educação; é o analfabetismo; é que não gastamos na saúde de nosso povo; que não criamos a infraestrutura necessária, os caminhos, as estradas, os portos, os aeroportos; que não estamos dedicando os recursos necessários para deter a degradação do meio ambiente; é a desigualdade que temos que nos envergonha realmente; é produto, entre muitas outras coisas, certamente, de que não estamos educando nossos filhos e nossas filhas.

Vá alguém a uma universidade latinoamericana e parece no entanto que estamos nos sessenta, setenta ou oitenta. Parece que nos esquecemos de que em 9 de novembro de 1989 aconteceu algo de muito importante, ao cair o Muro de Berlim, e que o mundo mudou. Temos que aceitar que este é um mundo diferente, e nisso francamente penso que os acadêmicos, que toda gente pensante, que todos os economistas, que todos os historiadores, quase concordam que o século XXI é um século dos asiáticos não dos latinoamericanos. E eu, lamentavelmente, concordo com eles. Porque enquanto nós continuamos discutindo sobre ideologias, continuamos discutindo sobre todos os "ismos" (qual é o melhor? capitalismo, socialismo, comunismo, liberalismo, neoliberalismo, socialcristianismo...) os asiáticos encontraram um "ismo" muito realista para o século XXI e o final do século XX, que é o *pragmatismo*. Para só citar um exemplo, recordemos que quando Deng Xiaoping visitou Cingapura e a Coréia do Sul, depois de ter-se dado conta de que seus próprios vizinhos estavam enriquecendo de uma maneira muito acelerada, regressou a Pequim e disse aos velhos camaradas maoístas que o haviam acompanhado na Grande Marcha: "Bem, a verdade, queridos camaradas, é que a mim não importa se o gato é branco ou negro, só o que me interessa é que cace ratos". E se Mao estivesse vivo, teria morrido de novo quando disse que "a verdade é que enriquecer é glorioso". E enquanto os hineses fazem isso, e desde 1979 até hoje crescem a 11%, 12% ou 13%, e tiraram 300 milhões de habitantes da pobreza, nós continuamos discutindo sobre ideologias que devíamos ter enterrado há muito tempo atrás.

A boa notícia é que isto Deng Xiaoping o conseguiu quando tinha 74 anos. Olhando em volta, queridos presidentes, não vejo ninguém que esteja perto dos 74 anos. Por isso só lhes peço que não esperemos completá-los para fazer as mudanças que temos que fazer.

Muitas Graças

sábado, 25 de julho de 2009

QUEM ESPERA EM TI (ministério de música shalom)

Meu Senhor em tu presença
A paz invade o meu coração
Em ti está minha confiança
Estou seguro em tuas mãos
Se me faltam às forças
Ergue-me com teu amor
A tua mão me sustenta
Nada me falta Senhor

Quem espera em ti
Revigora as suas forças
Estes sobem ao céu como águias
Este correm sem se cansar
Caminham sem desanimar
Cheios da força do SENHOR!

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Parbéns Wilson!!

Feliz aniversário Wilson...

O Grupo Despertar sente muito prazer em dizer essa frase!


Você faz parte da história de construção desse grupo. Sempre com suas frases e pensamentos que nos deixam boquiabertos, muitas vezes arrancando gargalhadas, mesmo nos momentos de maior aperreio...: "ou o prego sai, ou a parede sai!". Lembramos da lista que fez, para aprender o nome de todos, na reunião...

Faltou aquele abraço (tu inventa de viajar na véspera do teu niver), mas somos felizes por partilhar vários desses momentos contigo.

Você nasceu para sempre ser um grande amigo, talvez por isso, o sol brilhou para ti no dia 20 de julho.


Muitas felicidades e sucesso a ti!!

terça-feira, 14 de julho de 2009

PARABÉNS DENISE!!!



Hoje é dia de festa!! Dia de bolo e balões...

Parabéns à Denise, que agora faz parte da família DESPERTAR!!!

Que Deus ilumine sua vida, felicidades e muito sucesso!!!

PARABÉNS...

segunda-feira, 13 de julho de 2009

II Encontrão da Juventude - Buscai as coisas do alto

Foi realizado no dia 12 de julho de 2009, no CEFORMI, o II Encontrão da Juventude, sob o tema "Buscai as coisas do Alto", de 8h30 a 13h30. Realizado pelo Grupo Despertar, o Encontrão contou com a presença de 73 jovens, entre eles muitos crismandos e jovens que não são enganjados em grupos.

O Grupo Despertar, contou com o apoio da Paróquia, do Ministério de Jovens da RCC e demais outros que derão sua contribuição para o sucesso do evento. Entre eles, também, o patrocínio da Objetiva - Comunicação Visual.

Iniciamos às 8h30, com um momento de louvor e entrosamento dos participantes, sendo puxado pela equipe de música - Naldo, Mauricélia e Stephanie, no vocal; Tom, Maurílio e André, nas cordas; e Neto Drums, com as baquetas. Logo após foi feita um momento de oração.


Nosso grande irmão, Geo, fez uma ótima pregação com o tema do Encontrão. Bem dinâmico e com temas voltados para o cotidiano, ele manteve uma boa relaç ão com os participantes, colocando-os até mesmo para dançar um reggae...

Passado o intervalo para o lanche, foi a vez do Ministério de Jovens da RCC, entrar em ação, encenando uma peça teatral, sobre orientação de Luis, com o tema do encontro - Buscai as coisas do alto. A encenação tocou o coração da platéia, deixando-os emocionados e levantando a reflexão do quão somos importantes para Deus. Em seguida, Pe Gilberto e o Coordenador do Grupo Despertar, trocaram algumas palavras com os jovens encentivando-os a participarem ativamente na comunidade.



Para encerrar o Encontrão, prostrados em adoração, vivenciamos um momento de intimidade com o próprio Cristo Sacramentado, momento iniciado por nosso membro Bira (Ubiratan) e finalizado por Geo. Faltam até mesmo palavras para descrever o que foi esse momento, mas finalizo que os participantes ficaram com gosto de "queremos mais"!
O making-of está registrado no orkut do Despertar, mas temos muito a agradecer a esses anônimos que planejaram cada momento desse evento: "o trabalho é para Deus, e não para enaltecer nossa carne".

E para os que não puderam participar desse encontro, fica o convite em aberto:
Todos os domingos estamos reunidos no CEFORMI - Comunidade Santa Joana d'Arc, de 9h30 às 12h.
Venha dar sua contribuição para o Grupo, você faz a diferença nessa obra!
Para saber mais sobre o grupo, clique aqui!

Até lá então!